Doação de sangue | Guia definitivo

Doação de sangue

guia definitivo junho vermelho Doação de Sangue: Ninguém está livre de precisar de uma transfusão de sangue. E, quando isso acontece, a única saída é contar com a solidariedade humana, pois não há nenhum substituto para o sangue. doacao de sangue mmcafe O mês de junho é conhecido como o Junho Vermelho, movimento criado para envolver governo e conscientizar a população sobre a importância da doação, aumentar os bancos de sangue e assim conseguir doadores regulares. Dentro da campanha do Junho Vermelho, no dia 14 de junho é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, que tem como objetivo homenagear e agradecer a todos os doadores que ajudam a salvar vidas diariamente. Você sabia que, segundo dados do Ministério da Saúde atualmente, apenas 1,9% da população brasileira doa sangue? O ideal é que 3% da população seja doadora. Pois é, e ninguém está livre de precisar de uma transfusão de sangue. E, quando isso acontece, a única saída é contar com a solidariedade humana, pois não há nenhum substituto para o sangue. Reunimos os pontos mais importantes para apoiar a sua empresa a se tornar embaixadora desta iniciativa, incentivando seus colaboradores. Doação de Sangue

O QUE É A DOAÇÃO DE SANGUE?

A doação de sangue é um gesto solidário de doar uma pequena quantidade do próprio sangue para salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias.

POR QUE DOAR SANGUE?

Doar sangue é um ato altruísta e de solidariedade. A doação é 100% voluntária e pode beneficiar qualquer pessoa. Veja alguns motivos para doar sangue:
  • Uma única doação pode salvar até quatro vidas;
  • Não existe substituto para o sangue;
  • Não há risco de contrair doenças durante a doação;
  • Seu organismo repõe rapidamente o sangue doado.

QUEM PODE DOAR?

Critérios básicos para doação de sangue
  • Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);
  • Pesar no mínimo 50kg;
  • Estar alimentado. Não ingerir alimentos gordurosos antes da doação;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Apresentar documento de identificação com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por classe).

Impedimentos temporários para a doação

  • Gripe, resfriado e febre: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Período gestacional;
  • Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
  • Amamentação: até 12 meses após o parto;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
  • Exposição a situações de risco acrescido para doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses após a exposição;
  • Vacina da febre amarela ou sarampo: aguardar 4 semanas após a vacinação; Tratamento dentário cirúrgico (como extração, tratamento de canal): 7 dias após o procedimento e/ou suspensão dos medicamentos.

Critérios definitivos de impedimento

  • Ter passado por um quadro de hepatite após 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV 1 e 2 e Doença de Chagas;
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.

Intervalo entre uma doação e outra

  • Homens: 2 meses (máximo de 4 doações no período de 1 ano);
  • Mulheres: 3 meses (máxima de 3 doações no período de 1 ano).

QUAL A QUANTIDADE DE SANGUE DOADO?

Uma pessoa adulta tem, em média, 5 litros de sangue. Em cada doação, o máximo de sangue retirado é de 450 ml.

QUEM DOA PARA QUEM?

 Tipo Sanguíneo Pode doar para: Pode receber doação de:
Sangue tipo A+ AB+ e A+ A+, A-, O+ e O-
Sangue tipo A- A+, A-, AB+ e AB- A- e O-
Sangue tipo B+ B+ e AB+ B+, B-, O+ e O-
Sangue tipo B- B+, B-, AB+ e AB- B- e O-
Sangue tipo AB+ AB+ A+, B+, O+, AB+, A-, B-, O- e AB- (todos)
Sangue tipo AB- AB+ e AB- A-, B-, O- e AB-
Sangue tipo O+ A+, B+, O+ e AB+ O+ e O-
Sangue tipo O- A+, B+, O+, AB+, A-, B-, O- e AB- (todos) O-

MITOS E VERDADES SOBRE A DOAÇÃO DE SANGUE

Posso doar sangue menstruada? Sim. Não há nenhum problema quanto a isso. A mulher pode doar sangue menstruada. Doar sangue engrossa ou afina o sangue? Não engrossa nem afina o sangue. Isso é um mito. Doar sangue engorda ou emagrece? Não engorda nem emagrece. Esse é outro mito. Doar sangue vicia? Não vicia de forma alguma. A doação de sangue não está relacionada a nenhum tipo de dependência. Grávidas podem doar sangue? Não, mas após o período gestacional, em casos de parto normal, a mulher pode doar depois de três meses; em caso de cesariana, após seis meses. Se estiver amamentando, a mulher deve aguardar 12 meses após o parto. Quem fuma pode doar sangue? Sim, mas é recomendável um intervalo sem fumar de pelo menos 2 horas antes. Quem tem tatuagem pode doar sangue? Sim, desde que tenha feito a tatuagem há mais de um ano. Quem recebeu transfusão de sangue pode ser doador de sangue? Sim. Quem recebeu transfusão de sangue pode doar sangue, mas precisa esperar um ano para fazer a doação. Quem recebeu transfusão de sangue há menos de 12 meses pode estar ainda no período em que as doenças nem sempre são detectadas nos exames, o que é conhecido como janela imunológica; por isso fica temporariamente impedido de doar sangue. Quem doa sangue uma vez é obrigado a doar sempre? Não. Doar sangue não cria dependência no organismo da pessoa nem é um ato obrigatório, pelo contrário, é um ato voluntário, que só depende do desejo de a pessoa voltar ao Hemocentro dentro do prazo mínimo de espera para fazer mais de uma doação. A quantidade de sangue coletada a cada doação afeta a saúde? Não. O volume coletado não ultrapassa 10-15% da quantidade de sangue que o doador possui. Esse volume é reposto naturalmente pelo organismo em até 24 horas após a doação. Há risco de contaminações durante a doação de sangue? Não há nenhum risco de contaminação durante a doação de sangue, pois todos os materiais utilizados para doação de sangue são descartáveis e de uso único Quem doa sangue, doa uma nova oportunidade de vida, torne a sua empresa uma embaixadora desta iniciativa e incentive seus colaboradores a serem doadores regulares independentemente de quem esteja precisando. Lembre-se, uma só doação pode salvar até quatro vidas. Hemocentros: http://www.saude.sp.gov.br/ses/perfil/cidadao/homepage/outros-destaques/doacao-de-sangue Fontes: Secretaria de Estado da Saúde – São Paulo http://www.saude.sp.gov.br/ses/perfil/cidadao/homepage/outros-destaques/doacao-de-sangue http://www.saude.sp.gov.br/ses/perfil/gestor/homepage-old2/acesso-rapido/grupo-de-sangue-componentes-e-derivados-hemorrede/doacao-de-sangue-informacoes-requisitos-e-cuidados Ministério da Saúde https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doacao-de-sangue
RECEBA NOSSAS NOVIDADES!
Estamos esperando o seu contato, digite abaixo o seu e-mail.