Doação de sangue | Guia definitivo

Doação de sangue

guia definitivo

junho vermelho

Doação de Sangue: Ninguém está livre de precisar de uma transfusão de sangue. E, quando isso acontece, a única saída é contar com a solidariedade humana, pois não há nenhum substituto para o sangue.

O mês de junho é conhecido como o Junho Vermelho, movimento criado para envolver governo e conscientizar a população sobre a importância da doação, aumentar os bancos de sangue e assim conseguir doadores regulares.

Dentro da campanha do Junho Vermelho, no dia 14 de junho é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, que tem como objetivo homenagear e agradecer a todos os doadores que ajudam a salvar vidas diariamente.

Você sabia que, segundo dados do Ministério da Saúde atualmente, apenas 1,9% da população brasileira doa sangue? O ideal é que 3% da população seja doadora.

Pois é, e ninguém está livre de precisar de uma transfusão de sangue. E, quando isso acontece, a única saída é contar com a solidariedade humana, pois não há nenhum substituto para o sangue.

Reunimos os pontos mais importantes para apoiar a sua empresa a se tornar embaixadora desta iniciativa, incentivando seus colaboradores.

Doação de Sangue

O QUE É A DOAÇÃO DE SANGUE?

A doação de sangue é um gesto solidário de doar uma pequena quantidade do próprio sangue para salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias.

POR QUE DOAR SANGUE?

Doar sangue é um ato altruísta e de solidariedade. A doação é 100% voluntária e pode beneficiar qualquer pessoa. Veja alguns motivos para doar sangue:

  • Uma única doação pode salvar até quatro vidas;
  • Não existe substituto para o sangue;
  • Não há risco de contrair doenças durante a doação;
  • Seu organismo repõe rapidamente o sangue doado.

QUEM PODE DOAR?

Critérios básicos para doação de sangue

  • Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);
  • Pesar no mínimo 50kg;
  • Estar alimentado. Não ingerir alimentos gordurosos antes da doação;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Apresentar documento de identificação com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por classe).

Impedimentos temporários para a doação

  • Gripe, resfriado e febre: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Período gestacional;
  • Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
  • Amamentação: até 12 meses após o parto;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
  • Exposição a situações de risco acrescido para doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses após a exposição;
  • Vacina da febre amarela ou sarampo: aguardar 4 semanas após a vacinação;
    Tratamento dentário cirúrgico (como extração, tratamento de canal): 7 dias após o procedimento e/ou suspensão dos medicamentos.

Critérios definitivos de impedimento

  • Ter passado por um quadro de hepatite após 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV 1 e 2 e Doença de Chagas;
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.

Intervalo entre uma doação e outra

  • Homens: 2 meses (máximo de 4 doações no período de 1 ano);
  • Mulheres: 3 meses (máxima de 3 doações no período de 1 ano).

QUAL A QUANTIDADE DE SANGUE DOADO?

Uma pessoa adulta tem, em média, 5 litros de sangue. Em cada doação, o máximo de sangue retirado é de 450 ml.

QUEM DOA PARA QUEM?

 Tipo SanguíneoPode doar para:Pode receber doação de:
Sangue tipo A+AB+ e A+A+, A-, O+ e O-
Sangue tipo A-A+, A-, AB+ e AB-A- e O-
Sangue tipo B+B+ e AB+B+, B-, O+ e O-
Sangue tipo B-B+, B-, AB+ e AB-B- e O-
Sangue tipo AB+AB+A+, B+, O+, AB+, A-, B-, O- e AB- (todos)
Sangue tipo AB-AB+ e AB-A-, B-, O- e AB-
Sangue tipo O+A+, B+, O+ e AB+O+ e O-
Sangue tipo O-A+, B+, O+, AB+, A-, B-, O- e AB- (todos)O-

MITOS E VERDADES SOBRE A DOAÇÃO DE SANGUE

Sim. Não há nenhum problema quanto a isso. A mulher pode doar sangue menstruada. 

Não engrossa nem afina o sangue. Isso é um mito.

Não engorda nem emagrece. Esse é outro mito.

Não vicia de forma alguma. A doação de sangue não está relacionada a nenhum tipo de dependência.

Não, mas após o período gestacional, em casos de parto normal, a mulher pode doar depois de três meses; em caso de cesariana, após seis meses. Se estiver amamentando, a mulher deve aguardar 12 meses após o parto.

Sim, mas é recomendável um intervalo sem fumar de pelo menos 2 horas antes.

Sim, desde que tenha feito a tatuagem há mais de um ano.

Sim. Quem recebeu transfusão de sangue pode doar sangue, mas precisa esperar um ano para fazer a doação. Quem recebeu transfusão de sangue há menos de 12 meses pode estar ainda no período em que as doenças nem sempre são detectadas nos exames, o que é conhecido como janela imunológica; por isso fica temporariamente impedido de doar sangue.

Não. Doar sangue não cria dependência no organismo da pessoa nem é um ato obrigatório, pelo contrário, é um ato voluntário, que só depende do desejo de a pessoa voltar ao Hemocentro dentro do prazo mínimo de espera para fazer mais de uma doação.

Não. O volume coletado não ultrapassa 10-15% da quantidade de sangue que o doador possui. Esse volume é reposto naturalmente pelo organismo em até 24 horas após a doação.

Não há nenhum risco de contaminação durante a doação de sangue, pois todos os materiais utilizados para doação de sangue são descartáveis e de uso único

Quem doa sangue, doa uma nova oportunidade de vida, torne a sua empresa uma embaixadora desta iniciativa e incentive seus colaboradores a serem doadores regulares independentemente de quem esteja precisando.

Lembre-se, uma só doação pode salvar até quatro vidas.

Hemocentroshttp://www.saude.sp.gov.br/ses/perfil/cidadao/homepage/outros-destaques/doacao-de-sangue

Fontes:
Secretaria de Estado da Saúde – São Paulo

http://www.saude.sp.gov.br/ses/perfil/cidadao/homepage/outros-destaques/doacao-de-sangue

http://www.saude.sp.gov.br/ses/perfil/gestor/homepage-old2/acesso-rapido/grupo-de-sangue-componentes-e-derivados-hemorrede/doacao-de-sangue-informacoes-requisitos-e-cuidados

Ministério da Saúde
https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doacao-de-sangue