Dezembro Vermelho, ações de endomarketing e conscientização

Dezembro Vermelho, ações de endomarketing e conscientização

Escrito por Bruna Peres

Criada em 1987 pela ONU e adotada no Brasil pelo Ministério da Saúde em 1988, a campanha Dezembro Vermelho veio para trazer conscientização à população sobre os cuidados e prevenção em relação ao HIV, além de transmitir solidariedade e compreensão aos soropositivos.

Como prevenir a AIDS

  • Utilizar preservativo durante as relações sexuais;
  • Ao utilizar seringas ou agulhas, dê preferência para as descartáveis ou esterilize bem antes do uso;
  • Ao manipular feridas ou líquidos corporais, utilizar luvas para impedir o contato;
  • Antes de realizar uma transfusão, testar o sangue e hemoderivados, identificando que não contenham o vírus

Perigos 

A pessoa infectada tem seu sistema imunológico prejudicado pelo vírus e com isso o mesmo tem grandes dificuldades de lutar contra invasores que causam a doença, também deixando o organismo bastante suscetível a outras infeções.

Formas de contágio 

  • Relações sexuais;
  • Transfusão de sangue;
  • Materiais infectados que perfuram ou cortam a pele;
  • Gravidez e amamentação;

Formas de não contágio:

  • Picada de insetos;
  • Saliva, lágrima, suor e espirro;
  • Contato físico;
  • Compartilhar talheres, pratos, copos;
  • Troca de carícias (abraços, beijos, aperto de mão);
  • Compartilhar banheiro, vaso sanitário, sauna e piscina.

Sintomas e fases

Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebida. E após um período, que pode durar muitos anos, os portadores podem se sentir assintomáticos. Porém, após frequentes ataques e com as células de defesa funcionando com menos eficiência – até serem destruídas, pode iniciar a fase sintomática que traz consigo febres, diarréias, suores noturnos e emagrecimento.

Confira mais informações sobre fases e sintomas clicando em http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/o-que-e-hiv/sintomas-e-fases-da-aids 

Há tratamento para o HIV?

Muitas pessoas apresentam esta mesma dúvida. A resposta, infelizmente, é não. Mas apesar disso, há tratamentos que fazem com que as pessoas infectadas consigam viver normalmente mesmo com a doença.

Confira mais em: https://blog.vitta.com.br/2020/07/03/hiv-tem-cura-saiba-como-andam-as-expectativas-de-tratamento-em-2020/

Qual é o médico especialista em tratar a AIDS?

O médico infectologista é um profissional treinado para realizar o diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças infecciosas e parasitárias.

Saiba mais em: https://www.sbmt.org.br/portal/dia-do-infectologista-o-que-e-ser-um-medico-infectologista-nos-dias-de-hoje/

Saiba Mais

Não há a transmissão do vírus quando o portador está se tratando, e com o HIV controlado, há pelo menos seis meses. Isso ocorre ao tomar as medicações corretamente e com o exame carga viral (que mede a quantidade de vírus no sangue) apresentando resultado ‘indetectável’. Por outro lado, não há dados para afirmar que o mesmo se aplica à amamentação, portanto mulheres com HIV que estejam amamentando, mesmo estando indetectáveis, recomenda-se que não amamentem.

Se passar por alguma situação de risco, procure uma unidade de saúde imediatamente, informe-se sobre a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) e faça o teste. Saiba aqui onde encontrar um serviço de saúde perto de você.

Ações de endomarketing para o Dezembro Vermelho

Relacionamos algumas ideias que podem ser trabalhadas pela sua empresa para conscientizar os colaboradores a respeito desta importante campanha.

1 . Atualize sua Intranet

Banners ou templates temáticos, postagem na aba “notícias” ou atualização em “Links úteis” que direcione os usuários para sites com informações relevantes sobre a prevenção ao vírus e apoio aos portadores auxiliam para o reforço da campanha.

2 . Entregue um laço vermelho e uma mensagem para cada colaborador

Registrar o momento com a entrega de um mimo para as pessoas favorece a lembrança de conscientização e apoio à esta campanha.

3 . Agende uma palestra com uma autoridade da Saúde

Contratar um profissional que possa discorrer sobre os mais diversos assuntos relacionados ao HIV (como se prevenir, como não se contrai – e como se contrai, por exemplo), além de esclarecer mitos e verdades a respeito deste vírus, será uma ação diferencial na rotina dos seus colaboradores.

4 . Organize uma caminhada consciente

Reúna os colaboradores em uma data propícia à maioria para realizar uma caminhada de conscientização. Tal ação poderá ser acompanhada de camisetas temáticas e outros itens, como por exemplo, squeezes.

5 . Incentive o trabalho voluntário

Algumas organizações realizam incríveis trabalhos envolvendo soropositivos e contam com a colaboração de pessoas engajadas em ajudar. Organize para que sua empresa e os colaboradores realizem doações ou mesmo façam trabalhos voluntários e contribuam assim com a causa.

Conheça https://soropositivo.org/ e http://giv.org.br/ e seja voluntário na luta contra a AIDS.